Pedalar pelas ciclovias de Lisboa

Pedalar pelas ciclovias de Lisboa

Uma rede de ciclovias circunda Lisboa de uma forma tão discreta que a maior parte dos lisboetas ainda não se deu conta da sua existência.

Ligando de certa forma as várias ciclovias em Lisboa é já possível ter um circuito de cera de 40Km em que se atravessa a cidade pelo centro e circunda-se pelo lado norte vindo da zona sul e nascente.

Há várias formas de fazer este circuito ou outro similar, já que a rota não está previamente estabelecida e será cada um de nós que fará a sua versão.

Quanto a mim, gosto de começar na Estação Fluvial do Terreiro do Paço. Há pastelarias onde beber um café e comer um pastel de nata para dar energia e alegria mas também uma casa de banho para aquele aperto que dá mesmo antes de começar.

Do Terreiro do Paço até ao Parque das Nações

Ir a rolar ao longo do Tejo é um daqueles incansáveis privilégios que quem nunca sentiu não sabe o que perde. Vemos o rio de outra perspetiva e passamos por zonas engraçadas onde repousam batelões à espera de melhores dias ou em que estão atracados navios que parece terem saído de um livro do Tintim.

Parque das Nações ao Estádio Universitário

Do Parque das Nações acedemos aos Olivais cruzando o Vale Escuro, lugar temido nos meus tempo de rapaz porque era uma zona abandonada à sua sorte. Mas hoje em dia é uma zona ajardinada cheia de vida e com um quiosque/café onde paro frequentemente para tomar um café.

A subida desafia a nossa condição física mas indo devagar e com alguma paciência acaba por ser superada.

Atravessa-se a Av do Brasil e acede-se ao Estádio Universitário. Aqui conseguimos ver a 2ª Circular e face ao espetáculo de tantos carros a passar é uma oportunidade adicional para dar ainda mais valor ao nosso passeio de bicicleta.

Do Estádio Universitário a Sete Rios

Esta deve ser a etapa mais diversificada.

Passamos pela zona plana e residencial de Telheiras que contrasta com a área do Centro Comercial Colombo para depois mudar radicalmente  quando entramos no Parque Florestal de Monsanto.

No Monsanto espera-nos um pequeno trilho de terra batida para logo então entrarmos na ciclovia que segue ao longo da Radial de Benfica e … uuuuuaaauuu … tudo a descer até Sete Rios.

De Sete Rios ao Palácio de Justiça

Pois bem … tudo o que desce eventualmente terá que subir e é aqui que começa a secção mais desafiante, a subida de Sete Rios / Campolide / Palácio de Justiça.

Do Palácio de Justiça à Estação Fluvial do Terreiro do Paço

Descemos o Parque Eduardo VII e academos à parte da ciclovia que desce a Av da Liberdade.

Como só costumo fazer esta ciclovia aos Domingos de manhã então encontro a zona tranquila mas calculo que assim não será se for ao dia de semana e piorará se for numa altura de hora de ponta.

Não uma boa solução para atravessar os Restauradores e Rossio por isso desenrasquem-se que a vida custa a todos 🙂

E assim chegamos ao Terreiro do Paço, esta praça fabulosa mas nem sempre bem tratada.

Volta não volta faço este trajeto. É uma excelente preparação para outros “voos”.

Bem hajam,

David Monteiro

PS: Para conhecer as ciclovias de Lisboa em mais detalhes sugerio que aceda a:

 

 

 

 

4 thoughts on “Pedalar pelas ciclovias de Lisboa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s